pt-pt

5 plantas medicinais que não podem faltar na sua horta.

plantas_medicinais_plantes_médicinales_medicinal_plants_02

Há milénios que os humanos têm vindo a acumular conhecimento sobre os princípios ativos presentes no universo vegetal. Há muito que a humanidade sabe que existem plantas medicinais, isto é, espécies com fins terapêuticos, capazes de interferir com o equilíbrio e bem-estar do organismo, atenuando sintomas ou até mesmo curando determinadas condições. Para a digestão, gestão de stress, noites bem dormidas, do funcho à alfazema, conheça cinco plantas medicinais que não podem faltar na sua horta — além de servirem para chás ou infusões, muitas são ótimas aliadas de uma cozinha com sabor.

 

Funcho, perfeito para as digestões difíceis.

Com um cheiro e sabor muito característicos, o funcho (Foeniculum vulgare) é uma das plantas medicinais que pode ter na horta lá de casa. Entre os seus compostos destaca-se o anetol, responsável pelo aroma e sabor a anis, que tráz benéfico em diversos contextos: é bom para anemias, alivia as cólicas menstruais, sem esquecer o impacto positivo que tem no sistema digestivo — diminui a flatulência, a obstipação e alivia ainda a indigestão. Rico em fibra e vitamina C, tem ainda propriedades antissépticas, antimicrobianas e desintoxicantes.

Plantar em casa: O Funcho pode ser plantado durante todo o ano. Para isso, basta uma cama de cultivo com profundidade média e um solo bem nutrido. Esta planta, que gosta de sol, exige uma rega constante, assim como uma boa drenagem de solo evitando a humidade excessiva.

 

Aloe Vera, uma caixinha de primeiros socorros natural.

Um aloe vera é uma ótima aquisição para qualquer casa: muito resistente, é uma das plantas medicinais mais populares na cicatrização e efeito calmante na pele, sendo ainda útil para escaldões, outro tipo de queimaduras, bolhas ou picadas — no fundo, o seu gel é uma espécie de SOS pronto a aplicar. É ainda utilizada como tónico para a pele, por ajudar a tratar problemas como a acne ou rosácea. Pode também fazer sumo a partir desta planta — mas cuidado com o seu poder laxante!

 

Plantar em casa: Além de bonita, esta planta suculenta é resistente e capaz de se adaptar a quase todos os climas. Mas há alguns cuidados a ter: não a exponha demasiado ao sol, mas mantenha-a num local ensolarado (na sombra ela não se desenvolve bem, portanto a luminosidade é um critério obrigatório). Não a exponha ao frio, porque, por ser maioritariamente constituída por água, até uma pequena geada a pode congelar. Quanto à rega, basta estar atento à humidade da terra — quando estiver a ficar seca, dê-lhe mais água. Na dúvida, regue “mais para menos que para mais”: demasiada água pode apodrecer as raízes e, consequentemente, matar a planta.

 

Alfazema, uma das plantas medicinais que acalma só com o cheiro.

Não é por acaso que a alfazema (Lavandula angustifolia) é há séculos utilizada para acalmar o sistema nervoso. Esta planta medicinal — conhecida pelas suas folhas cinzentas, flores violeta e cheiro perfumado — é relaxante, boa para a redução da ansiedade e do stress, funcionando como ansiolítico e antidepressivo natural, também vantajoso para tratar problemas de sono. Com poder analgésico, tem ainda efeito antimicrobiano e é uma boa ajuda para as digestões difíceis.

Plantar em casa: A Alfazema, ou a Lavanda, adoram solos secos e suportam mal os solos encharcados. Resistentes ao frio e ao calor, exigem bastante exposição solar. Quanto à rega, deve ser feita apenas junto à zonas das raízes, junto ao pé da planta, ou utilizando um sistema sub-irrigação — evitando, assim, molhar as folhas.

horta_em_casa_potager_balcon_vegetable_garden
Kit Horta em Casa

Tudo o que precisa para começar a cultivar.

SAIBA MAIS SAIBA MAIS

Erva Príncipe, para uma imunidade forte.

É uma das plantas medicinais populares tanto na medicina chinesa como ayurvédica, sendo ainda muito comum a sua utilização na culinária. Entre as suas vantagens, encontra-se a capacidade de fortalecer o sistema imunitário, o que protege o organismo contra agressões externas. Rica em vitamina A, B e C, é ainda amiga de noites bem dormidas, uma vez que dá mais qualidade ao sono.

 

Plantar em casa: Plante na primavera, mas garanta que não está numa zona com temperaturas muito baixas — esta planta não as suporta e prefere os climas quentes. Pode usar um canteiro ou cama de cultivo, mas garanta que deixa espaço para que ela possa crescer com espaço ao seu redor. Tem a vantagem de funcionar como repelente natural de pragas, por isso será uma excelente companhia para as couves da sua horta.

 

Plantas medicinais para noites bem dormidas? Lúcia-Lima!

Rica em citral e borneol, dois óleos essenciais, também a lúcia-lima (Aloysia triphyll) é capaz de trazer mais qualidade ao sono, ao acalmar o sistema nervoso e a agitação, diminuindo também as insónias. Mas há mais: esta á uma das plantas medicinais conhecida por acalmar problemas gastro-intestinais (alivia cólicas ou a sensação de vómito, através da ação anti-espasmódica) e ainda as aborrecidas dores menstruais. É também uma aliada para quem quer engordar, porque estimula o apetite. Outra vantagem: funciona como repelente natural — basta que dilua o óleo essencial em água.

 

Plantar em casa: A Lúcia-Lima gosta de sol e dá-se bem em qualquer tipo de solo, desde que este esteja bem drenado. Não gosta de muito vento. Pode ser plantada quer na primavera, outono ou verão, numa cama de cultivo com um mínimo de 20cm de altura. Um ou dois meses após a plantação, as estará pronta para uma infusão feitacom as folhas frescas.

Ficou interessado?

Receba as novidades do nosso blog e descubra todos os casos de sucesso