pt-pt

Mountain Path, ligar-se à terra mesmo nas alturas.

Mountain_Path

Conversamos com Laurence Bret Stern, ex diretora de Marketing do LinkedIn ex-CRO da Pipedrive, que nos levou às alturas com o seu novo projeto Mountain Path. Curiosamente, aquilo que a Noocity faz na horta, a Mountain Path faz na montanha! Ou seja, ligar as pessoas e as organizações a si mesmas, aos outros e à terra.

 

O ecossistema da montanha.

 

Ao longo de mais de 200 anos, os guias de montanha conduziram grupos até ao cume das montanhas, combinando experiência técnica, gestão de risco e inteligência relacional. Por sua vez, as unidades de elite de resgate em alta montanha desenvolveram uma capacidade excepcional de mobilizar qualidades individuais ao serviço do coletivo e da sua principal motivação: salvar vidas.  Ambas as profissões- os guias de montanha e os elementos das unidades de elite de resgate em alta montanha – como todo o ecossistema da montanha, têm tido que ajustar as suas práticas e padrões de referência às transformações provocadas pelas mudanças climáticas: sejam as variações nas estações do ano, o derretimento do gelo, a maior instabilidade dos terrenos, as quedas de rochas, etc.

Inspirada por estas referências, a Mountain Path nasceu para ajudar pessoas e organizações a adaptarem-se melhor, a colaborarem de formas mais eficientes e a abordarem a transformação com confiança. Estes montanhistas estão convictos de que a transformação veio para ficar e de que a transição para um novo paradigma faz-se necessária, ultrapassando o modelo económico e incluindo meio ambiente e stakeholders na equação.

 

Mountain Path, aprender com a altitude.

 

Com sede em Chamonix-Mont-Blanc, a empresa colabora com diversas organizações no sentido de desenvolver líderes “iluminados, resilientes e responsáveis”. O objetivo é torná-los conscientes dos seus pontos fortes, mas também das suas vulnerabilidades, reforçando o compromisso com a forma como se relacionam com o mundo e consigo mesmos     .

 

O que poderia ser mais eficaz do que uma experiência em contacto direto com a natureza para revelar comportamentos, vocações e despertar o desejo de mudança? Assim como na horta, ao caminhar para o cume da montanha, os títulos e funções desaparecem e dão lugar às pessoas. Não importa muito se se trata do CEO, CFO, CMO ou gestor de projeto, naquele local e momento, a solidariedade é essencial para todo o grupo. Na altura de superar um obstáculo, a coesão e entre ajuda têm que estar presentes!

 

Voltar à natureza é uma experiência connosco mesmos. Por um lado, é uma experiência corporal, já que enquanto nos movimentamos na cidade, de carro e numa malha padronizada e sinalizada, perdemos a nossa propriocepção, também chamada de cinestesia. Esta é a capacidade de reconhecer a localização espacial do corpo, a sua posição, orientação ou força exercida pelos músculos. Na montanha, não temos hipótese de perder esta noção espacial – ela é, aliás, fundamental para não nos desorientarmos. Além disso, na montanha temos uma experiência sensorial, já que descobrimos um horizonte distante e      maravilhamo-nos com a beleza e a força dos elementos. Esta é uma experiência única e espiritual, como bem nos lembra Michel Serres: “a montanha, como os oceanos e os desertos, é um lugar onde o homem não pode viver e, portanto, apenas passa.”

 

Mountain Path: aprendizagem experiêncial.

 

No portefólio de empresas que já se aventuraram com a Mountain Path estão a Airbus, a Allianz, a Total ou a EDF, mas a verdade é que mais de uma centena de empresas de todos as dimensões já foram apoiadas por esta organização. De facto, a Mountain Path já compartilhou estas experiências com diretores, gestores, funcionários e alunos (em agosto deste ano deram as boas-vindas a toda a nova turma da HEC Grand École) e conduziram os alunos por uma rota do vale ao glaciar, desenvolvendo atividades direcionadas e reuniões inspiradoras. Cada grupo tem a possibilidade única de experimentar a frugalidade de uma noite passada num refúgio, o espírito de entreajuda da escalada, o empenho de uma subida, a intensidade de uma ação de primeiros socorros, a amargura do recuo das geleiras e a beleza de um nascer do sol entre as “agulhas”…

 

Convencida da prevalência da aprendizagem experiêncial sobre a pedagogia tradicional (por mais sofisticada que esta seja), a equipa da Mountain Path acredita que a maior satisfação continua a ser a felicidade vivida pelos participantes. Não é todos os dias nem num qualquer gabinete corporativo que é possível encontrar-se pessoal e coletivamente, num ambiente majestoso e frágil e com a consciência da responsabilidade que está na superação de cada um.

 

Da nossa parte, subscrevemos que é realmente lá fora e em contacto com a natureza que podemos evoluir mais e de forma mais sustentável!

Programa Liga-te à terra!

Um Programa que junta e orienta a sua equipa em torno da Horta, rumo à transição ecológica.

SAIBA MAIS SAIBA MAIS

Ficou interessado?

Receba as novidades do nosso blog e descubra todos os casos de sucesso